Dicas, Passo a Passo

Como Calcular Preço de Venda dos Seus Doces

março 1, 2016

preco-de-doces

Como calcular preço de venda dos seus doces

Precificação de itens artesanais é uma questão muito discutida por produtores. Por mais que existam variáveis que influenciam nessa conta, como a concorrência e o poder aquisitivo de seus clientes, ainda assim existe um valor mínimo. Entender como calcular preço de venda de doces passa pela compreensão de alguns pontos, especialmente relacionados aos custos e valor da mão de obra.

Pensando em ajudar com a missão de chegar ao preço justo para seus doces, criamos este artigo. Nele, você verá os fatores que influenciam no custo, o que não pode ficar de fora e algumas reflexões sobre o preço dos doces para que você possa ter uma boa rentabilidade em seu negócio. Acompanhe a seguir!

Como calcular o preço de venda de doces?

Aprender a fazer o cálculo do preço de venda para doces envolve seguir alguns passos básicos para descobrir os custos que compõem a fabricação de qualquer receita. Somente os números reais de seu negócio servirão para um preço justo, por mais que seja possível fazer uma estimativa com a média do mercado. Veja a seguir o que considerar para que suas vendas sejam rentáveis.

Descubra o tempo de produção

Quanto tempo leva para fazer um ovo de Páscoa com granulado, desde a compra dos ingredientes até a entrega ao consumidor?

Se você ainda não fez essa conta, é hora de ligar o cronômetro. Calcule o tempo de produção, pois, assim, você poderá projetar os custos fixos e o valor da mão de obra que deve ser incluído no preço de seus doces.

Calcule o custo da produção de cada item

Para calcular o custo fixo da produção, você precisa descobrir quanto cada hora trabalhada precisa faturar apenas para cobrir essas despesas.

Para facilitar as contas, vamos supor que você tenha uma jornada de 100 horas mensais em seu negócio.

Vamos considerar os seguintes custos fixos:

  • água: R$ 20,00;
  • eletricidade: R$ 65,00;
  • aluguel: R$ 240,00;
  • materiais de limpeza: R$ 20,00;
  • total: R$ 345,00.

Agora, divida o total de gastos pelo total de horas trabalhadas:

345,00/100 = R$3,45 por hora

Esse é o valor que deve ser incluído em cada hora de produção gasta com algum produto, para que as despesas fixas de seu negócio sejam cobertas. Isso é importante para que você evite o chamado “pagar para trabalhar”, que acontece quando você deixa de lado os custos que não são tão claros quanto os ingredientes e materiais.

Inclua os custos com ingredientes

Cada preparo leva uma quantidade de ingredientes diferentes. Alguns são mais caros, outros têm um custo baixo. Por isso, o custo com ingredientes deve ser individualizado por receitas, facilitando a precificação de cada produto.

Lembre-se que você deve calcular de acordo com a quantidade usada, e não o preço que você pagou no pacote.

Por exemplo, se você comprou um pacote de 2Kg de chocolate, mas usou apenas 500 g, calcule o custo das 500 g.

Veja abaixo como fizemos:

  • chocolate ao leite: se uma embalagem de 2,1 kg (2100 g) custa R$ 20,00, então, o custo por receita que use 500 g de chocolate é R$ 4,75;
  • confeito granulado: se uma embalagem de 500 g custa R$ 5,00, então, o custo por receita que use 200 g é de R$ 2,00;
  • total por receita: R$ 6,75.

Sempre considere uma margem de erro, já que você pode derrubar no chão, usar um pouco a mais ou a menos e assim por diante. Nesse caso, vamos adicionar 10% de margem de erro aos custos, totalizando em R$7,44 para o preparo da receita.

Inclua a remuneração da mão de obra

Qual é o valor que você precisa para viver? O que seria uma remuneração justa pelo seu trabalho? Calcule o valor de sua hora trabalhada e inclua na remuneração dos produtos. Caso contrário, suas contas vão “fechar”, mas você não terá dinheiro para seus compromissos pessoais, o que não faz sentido, certo?

Se tiver dúvidas, inclua, pelo menos, o valor do salário-mínimo em sua região.

Para facilitar nossas contas, vamos considerar cem horas trabalhadas ao mês, com salário de R$ 500,00. Assim, a remuneração por hora, nesse caso, é de R$ 5,00.

Considere uma margem de lucro

Além da remuneração por seu trabalho, seu negócio deve ser lucrativo. Mesmo que você trabalhe por conta própria e não tenha CNPJ, a atividade de vender doces deve ser vista como um pequeno negócio.

Os lucros servem tanto para reinvestimento no próprio negócio quanto para manter o caixa da empresa positivo, mesmo com a oscilação nas vendas. Além disso, com o passar do tempo, os lucros poderão ser distribuídos aos sócios, aumentando o valor da remuneração dos donos do negócio conforme ele prospera.

Para definir a margem de lucro, faça a soma de todos os itens anteriores e defina um percentual. Pensando em um ovo de Páscoa confeitado, vamos considerar que uma receita rende 2 unidades e leva 3 horas para ficar pronta.

  • custo de produção: R$ 3,45 X 3=R$ 10,35;
  • custo de ingredientes: R$ 6,75;
  • embalagem de acetato: R$ 1,00 X 2 = R$ 2,00;
  • mão de obra: R$ 5,00 X 3 = R$ 15,00;
  • total para 2 unidades: R$ 34,10;
  • total por unidade (R$ 34,10/2): R$ 17,05.

Se você projetou uma margem de lucro de 50%, o valor do lucro é R$ 8,53. Assim, seu preço é a soma dos custos por unidade + margem de lucro, ou seja, R$ 25,58 em nosso exemplo.

Compare o resultado ao seu posicionamento de mercado

Depois de fazer as contas, seu preço é bom? Isso depende de quanto você quer ganhar, mas também é pré-definido pelo mercado e concorrência. Por exemplo, se o seu preço final for 2x o preço da concorrência na sua região, está correndo o risco de vender menos.

Observe que esses valores são totalmente fictícios! Na vida real, você provavelmente consegue fabricar muito mais ovos de Páscoa em duas horas, e no caso o custo desse produto seria mais baixo.

É possível reduzir o preço de venda dos doces?

Uma vez que você aprendeu como calcular preço de venda de doces e fez as estimativas para todos os itens do seu cardápio, talvez você pense que seu preço está muito alto. Será que é possível reduzir o preço?

A resposta para essa pergunta depende de muitos fatores, mas, em geral, é possível reduzir o preço. Especialmente para quem nunca tinha feito o controle da produção num nível tão detalhado, algumas mudanças podem reduzir os custos e melhorar seu preço. Algumas dicas para isso:

  • confira se é possível fazer compras dos ingredientes, embalagens, materiais de limpeza e de produção (formas, espátulas, panelas) em preços melhores. Comprar por atacado, negociar diretamente com distribuidores e fabricantes e reduzir a quantidade de compras mensais pode melhorar os preços sem que você precise mudar as marcas que utiliza;
  • acompanhe os custos fixos e considere possibilidades de redução de valores. Renegociar aluguel, mudar de local, trocar equipamentos que consomem muitos recursos e aplicar estratégias de economia de água, energia e gás podem ajudar a derrubar o custo fixo da produção;
  • invista em trabalhar de forma mais produtiva. Se você consegue produzir mais itens em menos tempo, seu custo com mão de obra e despesas fixas é reduzido automaticamente, pois será diluído em uma quantidade maior de vendas;
  • repense a margem de lucro. Nem todos os itens precisam ter a mesma margem e em alguns talvez exista uma possibilidade menor de lucrar;
  • incorpore outros itens em suas opções de vendas que não aumentem seu trabalho. Bons exemplos disso são bebidas, embalagens para presente, velas de aniversário, cartões com mensagens, flores e outros complementos à venda dos doces, que são cobrados à parte e entregues ao cliente em conjunto com os doces, para uma experiência de compra mais completa.

O menor preço é sempre o mais importante?

Conduzir seu negócio na base da guerra de preços pode não ser a ideia mais interessante para crescer. Sempre haverá alguém com um preço de venda menor. Os itens industrializados, inclusive, têm uma relação de custo e preço muito melhor que qualquer item artesanal. Contudo, nem por isso os clientes compram brigadeiro no mercado, não é mesmo?

É esperado que os doces artesanais tenham um preço diferente. São itens especiais, feitos com ingredientes melhores, preparo especial e personalização. Entender o diferencial dos produtos vendidos também faz parte do processo de descobrir como calcular preço de venda de doces. Algumas vezes será necessário, inclusive, repensar sua estratégia de vendas.

Será que é uma boa ideia depender de tantas encomendas? Não seria melhor vender menos itens, mais caros, para uma clientela seleta?

Todas essas reflexões são importantes para criar o negócio que você deseja para o futuro. Em momentos de necessidade, esse exercício pode parecer impossível, mas é importante pensar sobre os próximos anos.

Num mundo ideal, você quer precisar trabalhar quantas horas na produção? E na administração? Quer se especializar em confeitaria? Mudar os produtos que vende? Gostaria de contratar pessoas para trabalhar com você? Tudo isso influenciará a escolha dos produtos e a estratégia de divulgação de seu negócio.

Em alguns casos, você precisará investir, aumentar o custo e os preços. Se isso for feito de forma planejada, com propósito claro e disposição para corrigir a rota caso algo não saia como esperado, não há problema algum em não concorrer pelo menor preço.

Aprender como calcular preço de venda de doces é um passo muito importante para quem quer ver resultados em sua atividade. Trabalhar muito e obter uma renda incompatível com o esforço é um problema para muitas pessoas que começam no ramo, que pode ser corrigido com os cálculos que mostramos nesse artigo. Refletir sobre como reduzir os custos e agregar valor ao seu negócio para poder cobrar um preço maior ajudarão a equilibrar os resultados.

Como você encara a precificação de seus produtos? O assunto é difícil para você? Deixe um comentário com suas experiências sobre o assunto abaixo!

You Might Also Like

6 Comments

  • Reply Simone março 1, 2016 at 1:12 pm

    Oi, bacana o artigo, mas tem um erro de conta no item 1. 345/100 dá 3,45 por hora…..

    • Reply chefcenter março 7, 2016 at 11:28 am

      Tem razão!!! Acabei de arrumar!

  • Reply Regina março 1, 2016 at 4:42 pm

    Obrigado pelas dicas. Com certeza vai me ajudar muito

    • Reply chefcenter março 7, 2016 at 11:28 am

      : D Que bom! Espero que ajude mesmo!

  • Reply 10 Dicas Valiosas Para Quem Quer Ganhar Uma Renda Extra Vendendo Doces Caseiros! – Chef Center Blog novembro 3, 2016 at 2:57 pm

    […] Fique ligado para a próxima dica: Como Calcular o Preço dos Seus Produtos! […]

  • Reply Aprenda aqui a precificar seus produtos sem medo de errar a conta - Chef Center BlogChef Center Blog abril 20, 2018 at 1:52 pm

    […] o valor da sua mão de obra, tenha em mente o preço da sua hora de trabalho. A partir dele, multiplique pelas horas trabalhadas no mês e então divida pela produção […]

  • Deixe uma resposta

    %d blogueiros gostam disto: