Entrevista: Ju Morais Parte 1

Hoje a entrevista é com a confeiteira Ju Morais! Se você ainda não conhece, passa no instagram dela pra ver! Como o papo foi muito bom, dividimos em duas partes! Fique atento pra parte 2!

Chef Center: Conte um pouco como você se interessou por confeitaria?

Ju Morais: Bom, não sabia nem cozinhar arroz quando eu casei! Sou formada em nutrição. Na faculdade a gente aprende a cozinhar algumas coisas só, mas como é Nutrição e não gastronomia, a gente aprende a calcular os cardápios. Quando eu casei, comecei a me interessar por fazer bolinho em casa e quando tive minha filha comecei a me interessar pela cozinha.

No aniversário de quatro anos dela, eu resolvi fazer cupcakes pra ela. Já fazia muffin pra ela levar pra escola, mas queria aprender a decorar mesmo. E foi aí que comecei a pesquisar o que era um bico de confeitar, cobertura, etc.

 

CC: Como chegou nessa carreira, fazia algo antes disso?

JM: No começo fazia cupcakes e presenteava meus amigos, aí depois eles foram encomendando. Até que um dia uma amiga que encomendava comigo falou que queria um bolo de aniversario, com a minha massa, meu recheio, etc. Eu até falei pra ela “mas eu nao sei fazer bolo” e ela falou, ah se vira! Rs..

Quando fui ver tava fazendo bolo. Fiz um monte de teste que não prestou, mas fui fazendo até que eu estabeleci meu padrão. E o engraçado é que eu fui experimentar o meu bolo só uns 3 meses depois. Foi tao corrido, estava com tanta encomenda, que eu nunca nem tinha experimentado meu próprio bolo. Fazia muito um bolinho de banana caseiro, fazia muito um bolinho bombocado, que eu adoro.

 

CC: Você cresceu muito rápido e derrepente. Quando você percebeu que realmente estava estabelecida no Mercado? Teve algum momento marcante?

JM: Foi muito rápido mesmo. Estava me separando quando comecei a trabalhar com os bolos e cupcakes. Os pedidos estouraram, trabalhei de madrugada para atender todo mundo. Foi um processo rápido mas graças a Deus sou muito grata, me sinto muito abençoada. Percebi que eu estava estabelecida quando tava com a agenda lotada e eu tinha que recusar pedidos! Virava a noite e não conseguia atender todo mundo.

 

CC: Nossa, mas que trabalhão! 

JM: Pois é. Os bolos foram minha terapia, me ajudaram a ocupar minha cabeça, para superar minha separação. Passei a focar no desafio que era montar bolo e decorar sem nunca ter feito cursos. Quando vi, meu hobby virou meu trabalho de uma hora pra outra. Não chamo o que faco de trabalho. Eu amo tanto que nem considero trabalho. Considero um hobby bem remunerado. (Risos)

 

Quais seus planos para o futuro. Tem intenção de abrir loja? 

JM: Não pretendo abrir loja, amo trabalhar em casa, ficar perto da minha filha. Amo manter a produção sob o meu exclusivo cuidado. Só eu coloco a mão nos bolos, eu faço tudo. Tenho apenas uma ajudante que me ajuda a bater a massa dos bolos e cuidar da limpeza. O resto eu faço tudo, e adoro! Tem dia que está calor, a gente liga o som, abre uma Smirnoff Ice e continua trabalhado, rindo o tempo todo. (Risos)

 

CC: Quem ou o que te inspirou a chegar aqui?

JM: A minha mãe passou por um trauma grande com queimadura – a sobrinha dela sofreu queimaduras no rosto e corpo inteiro com óleo quente quando era criança.

Ela sempre falou que quando tivesse filhos ela não deixaria eles irem pro fogão, e por isso me casei sem nem saber fritar um ovo. Em contrapartida, minha vida inteira presenciei minha mãe cozinhando de tudo na cozinha. Ela sempre fez bolo, rosca, e cozinha super bem! Minha vozinha materna, de 101 anos faz bolos, pães, maravilhosos até hoje. Minha família toda mexe com cozinha.

Todo mundo tem uma habilidade numa area diferente. Tenho uma prima que faz doces decorados como nada igual, e uma tia que faz pamonha que é até famoso. Cresci nesse mundo culinário, e minhas fontes de inspiração foram eles. Presenciei o prazer de cozinhar, e colocar o amor quando lidando na cozinha.

CC: Como chegou nas suas criações? Teve alguma fonte de inspiração?

Quando comecei a fazer bolos, o insta não era uma ferramenta tao poderosa, então comecei pesquisando em inglês. Até hoje, as palavras chaves que eu busco são em inglês, porque vejo mais orientações e explicações em tutoriais americanos.

JM: As fotos que eu sempre via eram de buttercream. Testava receitas, mas não gostava, não era do paladar brasileiro. Aí comecei a testar chantilly, para ver se ficava bom, e não gostava também. Achei que tinha gosto de remedio. Então decidi misturar tudo, entre os ingredientes tinha o leite ninho, na hora que eu bati e vi a textura que ficou maravilhosa. Era de madrugada, liguei pra uma amiga minha que sempre trabalhou com bolo e contei “acabei de inventar uma cobertura maravilhosa (…) vou chamar de chantininho”, ai ela não parava de gargalhar, e falou “ju, isso já existe faz tempo!”. Eu nem sabia da existência do chantininho e criei!

Até então, quando eu fazia o chantininho ele não era muito utilizado. Então procurava inspiração de bolo buttercream, mas usava o chantininho. Até mesmo bolo de rosas comecei a fazer e virou uma febre. Aqui no brasil não conhecia gente pra me inspirar.

Eu tenho uma amiga que fala que fui eu que trouxe o chantininho pro brasil, o bolo de rosas (risos)… não sei se é porque são minhas amigas, mas eu não me apego muito a essa ideia. Tenho muito amor pelo que eu faço, e é isso que eu me apego.

Eu não me sinto criadora, mas talvez lancei a moda aqui no Brasil.

CC: O que você daria de dica ou sugestão pra quem está começando? 

JM: Muitos profissionais me procuram e falam que se inspiram no meu trabalho. E acho isso uma responsabilidade muito grande. O que for melhor pra você vai ser o que é feito com amor, e incentivo as pessoas a fazerem o que é de sua própria personalidade. Quando comecei eu nunca tentei ser igual a uma certa pessoa, tanto que não tenho uma referencia especifica. Sempre tentei fazer do meu jeito, tentando colocar minha personalidade nos bolos.


Um comentário sobre “Entrevista: Ju Morais Parte 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s