Empreendedorismo

Ovo de Páscoa para vender: guia para aproveitar essa época do ano!

abril 18, 2019

Existem datas comemorativas no decorrer do ano que costumam impulsionar o comércio, principalmente o ramo da confeitaria, sendo a Páscoa uma das épocas mais significativas! Mas, diante de um mercado extremamente competitivo, no qual marcas famosas abusam dos preços dos ovos de chocolate, muitos confeiteiros perguntam se compensa fazer ovo de Páscoa para vender.

Logicamente que sim! Afinal, oferecer produtos diferenciados e deliciosos, com preços justos e atraentes, são condições essenciais para agradar os consumidores e fidelizar os clientes para os próximos anos!

Acompanhe o guia que preparamos para você aprender dicas de como vender ovos de Páscoa, a fim de impulsionar as vendas e consolidar o nome da empresa no mercado.

Antes de tudo, faça um planejamento

O primeiro passo para fazer ovo de Páscoa para vender é contar com um planejamento estratégico antes de iniciar a produção de chocolates. Assim sendo, para atingir bons resultados e diferenciar o nome no mercado, é necessário considerar os seguintes itens que vamos destacar a seguir.

Determine a missão

Determinar a missão significa que você deve definir qual é a razão da empresa existir. Além disso, é importante saber onde pretende chegar (visão) e quais são os princípios que não são negociáveis, ou seja, os valores dos quais você não vai abrir mão ao longo do tempo.

Estabeleça objetivos

Traçar o caminho por onde pretende seguir é o próximo passo do planejamento estratégico. Por isso estabelecer objetivos inteligentes é fundamental para o êxito dos negócios. Mas, lembre-se que o objetivo são ações a longo prazo, diferentemente de metas, que são as ações tomadas a curto prazo para se atingir os objetivos.

Analise o ambiente interno

Pessoas motivadas, bons fornecedores, produtos de qualidade e instalações adequadas são recursos que devem ser analisados. Em vista disto, defina os seguintes itens:

  • pontos fortes: colaboradores capacitados, tecnologia moderna e processos eficazes;

  • pontos fracos: pessoas desqualificadas, maquinário obsoleto e excesso de burocracia.

Observe o ambiente externo

Além do ambiente interno, é necessário também observar o ambiente externo. Portanto, fique atento ao que acontece a sua volta, como: crises financeiras, aprovações de novas leis, mudanças de comportamento e estratégias dos concorrentes. 

Conheça o público-alvo

Quando se trata de ovo de Páscoa para vender, é importante conhecer muito bem o consumidor final, porque é ele quem vai consumir os chocolates, certo? Portanto, preste atenção aos seguintes aspectos:

  • demográficos (idade, sexo, classe social etc.);

  • geográficos (cidade, estado, país);

  • psicográficos (estilo de vida, valores sociais etc.).

Assim sendo, você vai conseguir maior engajamento e ganhar mais vantagens frente à concorrência, visto que saberá exatamente quem é o seu público-alvo e o que ele está querendo.

Registre a movimentação financeira 

planejamento financeiro é essencial para quem deseja abrir a própria confeitaria ou outro negócio qualquer. Por isso, procure saber exatamente quais são as suas despesas e as suas receitas, para fazer o fluxo de caixa correto. Nada pode passar despercebido!

Utilize a tecnologia

Outro ponto importante a ser destacado no tópico é o fato de anotar toda a movimentação financeira, de preferência em aplicativos ou planilhas de Excel, cujo objetivo é organizar e facilitar a vida dos empreendedores.

Confira as etapas do planejamento financeiro

Durante as semanas, os meses e até os anos são feitas as anotações do que entra e sai da sua empresa, certo? Por conta disto, é imprescindível que você aprenda a analisar os números, para saber de onde está saindo um maior lucro e, eventualmente, onde está perdendo dinheiro. A regra é clara: analise, compare e confronte se for o caso!

Conte com a participação das pessoas

O sucesso do planejamento estratégico vai depender da interação de todos os colaboradores, sejam os funcionários ou os familiares que trabalham com você. Por isso, converse, peça opiniões e coloque todos a par dos interesses da empresa, para que todos ajam em equipe!

Capacite-se

Crescer em um mercado tão competitivo não é uma tarefa simples, afinal, a concorrência é acirrada, e cada vez mais exigem-se profissionais capacitados de todas as áreas. E no ramo da confeitaria não é diferente!

Desse modo, o empreendedor que busca aprimorar-se frequentemente tende a se destacar mais que os outros. Então, não deixe de investir agora mesmo nas seguintes a seguir.  

Invista em cursos

Investir tempo e dinheiro em aprendizado contínuo não é bobagem. Ao contrário do que muitos pensam, fazer cursos na área na qual atua é muito importante para estar atualizado — não somente com relação às tendências de mercado, como também para saber as novas tecnologias do ramo e dominar técnicas diversificadas. 

Participe de seminários e palestras

Não deixe de participar de congressos, palestras e seminários do ramo de confeitaria. Ademais, ao aprender sobre confeitos e afins, você vai conhecer profissionais experientes e, ainda, trocar preciosas experiências com colegas que também atuam no setor.

Acompanhe vídeos na internet

Atualmente, devido à profusão de vídeos na internet, é praticamente impossível não acompanhar as novidades do setor culinário em redes sociais, tais quais Youtube e Facebook, ainda mais quando as pessoas ensinam a fabricar ovos de Páscoa, utilizando novos sabores e novas técnicas!

Planeje a divulgação do seu trabalho

O velho ditado que diz que a propaganda é a alma do negócio continua valendo nos dias de hoje, ainda mais vivendo em plena era digital! Por meio das redes sociais é possível alcançar de maneira imediata o público que deseja atingir.

O Facebook e o Instagram, por exemplo, trabalham com patrocínio de anúncios, sendo que você deve pagar uma determinada quantia para que os seus produtos, no caso ovos de Páscoa, sejam divulgados diretamente para o consumidor que lhe interessa!

O sistema que essas e outras redes sociais utilizam é a capacitação de dados, cujo objetivo é direcionar os serviços e produtos que as pessoas estão procurando. Entre os principais itens, destacamos:

  • idade;

  • sexo;

  • localização geográfica;

  • interesses de consumo;

  • interesses gerais;

  • dispositivos de acesso;

  • situação de vida atual. 

Além disso, não deixe de ter um blog ou site, no qual possa mostrar os seus produtos com fotos, dicas, preços, como comprar etc. Também é importante ter um e-mail profissional, a fim de atender às solicitações dos clientes e divulgar a promoção em datas especiais, como a época da Páscoa!

Ainda, podemos dizer que a propaganda “boca a boca” é outra ótima alternativa para alavancar os negócios, pois a própria clientela vai se encarregar de divulgar os seus produtos, desde que, é claro, eles sejam de boa qualidade.

Invista na diversidade de produtos

Ao falar de ovo de Páscoa para vender, não podemos deixar de dizer que apostar na diversidade de produtos é essencial para que o negócio seja bem-sucedido. Por conta disto, os confeiteiros devem experimentar novas receitas para Páscoa e, é claro, continuar investindo nos tradicionais sabores.

O ovo de colher é um bom exemplo de produto para vender na Páscoa. Também costuma ser uma ótima escolha para quem procura dar um presente que agrade pelo sabor e pela bela decoração. 

A seguir, conheça sugestões maravilhosas de ovo de Páscoa de colher, que vão servir de inspiração para essa temporada do ano. Então, anote as ideias!

Ovos recheados

Recheado com mousse de limão

O doce do chocolate casa perfeitamente com o sabor azedo do limão. Se quiser inovar nas receitas, aposte no tradicional chocolate ao leite, chocolate meio amargo, ou ainda, no chocolate branco. Quanto mais versões tiver do mesmo produto, mais chances terá de conquistar uma clientela maior.

Recheado com Leite Ninho

O Leite Ninho tornou-se o queridinho das confeitarias brasileiras, e não por acaso, uma vez que o produto é versátil e extremamente saboroso. A dica aqui é fazer um brigadeiro de Leite Ninho e usá-lo como recheio para o ovo feito de chocolate meio amargo. Irresistível!

Recheio de doce de leite

Você pode preparar o ovo de Páscoa de colher com o tradicional recheio de doce de leite e casquinha de chocolate branco. No entanto, se não quiser que a iguaria fique doce demais, experimentar misturar o doce de leite com creme de leite.

Recheio de mousse de chocolate

A tradicional receita de ovo de Páscoa de colher não poderia ficar de fora do cardápio, não é mesmo? A mousse de chocolate deixa o recheio mais aerado e confere uma leveza ao produto final. Como sugestão, experimente também fazer a mousse de chocolate branco. 

Recheio de brigadeiro de paçoquinha

Não há como negar que o brasileiro adora iguarias doces, concorda? Principalmente se ela for a famosa paçoquinha! Então, a dica é misturar o produto com leite condensado para fazer o brigadeiro e rechear as cascas de chocolate com o brigadeiro, que poderá ser degustado bem devagar com a colher.

Recheio de beijinho

Outra delícia de ovo de Páscoa para vender é a receita que leva o recheio de beijinho. O mix de leite condensado com o coco ralado torna-se a combinação perfeita de sabor e aroma, já que o coco oferece um cheiro bem gostoso ao produto. Atente-se à textura, que deve ser cremosa e homogênea!

Recheio vegano

Devido ao crescimento do público vegano no Brasil, nada mais justo do que oferecer a versão do ovo de colher com recheio específico, concorda? A receita, que leva ingredientes como creme de leite de soja e amêndoas, consegue agradar até mesmo quem não é adepto ao estilo!

Recheio fit

Outra opção de ovo de Páscoa para vender são as versões fit, ou seja, indicadas para as pessoas que seguem uma dieta ou mesmo para as que não querem engordar. Logo, vale investir na ideia, a fim de aumentar a carteira de clientes. 

Ovos de Páscoa trufados

Além dos ovos de colher, não podemos esquecer os ovos de Páscoa trufados! Embora eles já estejam sendo comercializados há cerca de alguns anos, o produto agradou em cheio o paladar dos brasileiros e, por conta disso, não pode faltar na sua confeitaria.

Confira a seguir as sugestões de sabores que trouxemos para você neste guia!

Trufado tradicional

O ovo de Páscoa trufado tradicional é um dos mais procurados nessa época do ano, já que o sabor cremoso e adocicado agrada a todos os gostos. Vale lembrar que os clássicos são atemporais e, portanto, têm clientela garantida.

Trufado de maracujá

Mais um sabor de destaque, quando o assunto é ovo de chocolate trufado, é o irresistível recheio de maracujá. Isso se deve ao sabor levemente azedo da fruta que contrasta com o doce do chocolate. Para os paladares mais exigentes!

Trufado de morango

Outra fruta que combina muito bem com ovos de chocolate é o morango. Assim como o maracujá, ele tem um sabor mais azedinho e um aroma delicioso. Por conta disto, não deixe de incluir a versão trufada de morango em seu cardápio.

Trufado de caramelo

Ideal para quem gosta de sabores extremamente doces! A mistura do caramelo com o chocolate é perfeita, ainda mais se vier acompanhada de pequenos pedaços de cookies de chocolate inseridos na massa do recheio. Algo imperdível!

Trufado no pote

O preparo desse ovo trufado é todo feito no pote e, por isso, torna-se uma ideia criativa e inovadora, a qual costuma agradar tanto as crianças quanto os adultos. Sendo assim, experimente fazer essa versão e certamente você vai conquistar novos clientes.

Trufado de prestígio

Quando o mix de ingredientes é o chocolate ao leite com o coco, a venda é certa. Afinal, o povo brasileiro adora o gosto tropical que a fruta costuma conferir, principalmente se a iguaria for doce. Aposte sem medo de errar!

Consolide a marca por meio do produto e da embalagem

As confeitarias que têm uma marca forte no mercado conseguem ter maior capacidade de reter clientes e ganhar futuros consumidores. Afinal, quem tem um nome mais representativo no mercado garante credibilidade.

Isso acontece seja pela qualidade dos produtos, pelo retrospecto positivo, ou ainda, pela fama adquirida com o passar do tempo. O importante é transmitir uma imagem positiva aos consumidores e, assim sendo, conquistar a confiança dos clientes.

Como as marcas costumam influenciar o psicológico das pessoas ao prometer qualidade, torna-se imprescindível seguir algumas dicas sugeridas por confeiteiros mais experientes. Acompanhe!

Descubra a essência

Descobrir a essência do negócio é o mesmo que definir a missão da empresa. Tal essência deve ser atemporal e tem que determinar a personalidade da marca. Em vista disto, lembre-se das primeiras dicas que demos relacionadas a saber bem qual é a missão do seu negócio. 

Seja diferente

Não hesite em permitir que a sua marca seja notada pelos clientes por algo que a diferencie dos demais. Pense na qualidade dos doces, no preço final a ser cobrado, na procedência dos insumos, na facilidade de acesso, na beleza das embalagens, entre outros itens.

Padronize os processos

Ao investir na identidade visual da marca, você deve pensar em padronizar todas as etapas que vão interagir com o consumidor. Desde a decoração aos cartões de visitas, passando também pela propaganda ao uniforme dos funcionários, tudo deve estar “amarrado” para que o cliente consiga associar a marca ao produto.

Simplifique

Simplificar é a palavra de ordem quando o assunto é tornar a marca conhecida do público-alvo. Por exemplo, escolha um nome fácil de lembrar, que não tenha abreviações e não provoque dúvidas na cabeça das pessoas.

Afinal, a simplicidade é, muitas vezes, mais eficaz que os exageros, porque estes podem confundir os clientes devido ao excesso de informações!

Aprimore as embalagens

É muito comum usar dois tipos de papel para embalar os ovos de Páscoa: o alumínio e o chumbo. No entanto, eles podem prejudicar a hora de embrulhar os produtos! Apesar de os dois papéis serem impermeáveis à água, ambos permitem que o ar entre em contato com o chocolate, sendo que este é muito sensível ao calor e aos odores.

Em vista disto, o papel-chumbo é o mais recomendado para embalar o ovo, uma vez que garante uma maior proteção ao produto. Contudo, não descarte a possibilidade em embrulhá-lo com a versão em alumínio, pois também protege bem.

Além do mais, não esqueça de amarrar os embrulhos com fitas coloridas e colocar detalhes que promovam requinte, sofisticação e “casem” com a identidade visual da sua marca, conforme apontamos no tópico sobre padronização de processos. Capriche na decoração do ovo de Páscoa

Não erre no preço

Um dos assuntos que costumam preocupar o confeiteiro ao fazer o ovo de Páscoa para vender é: quanto deverá ser cobrado por cada unidade?

Entretanto, é preciso colocar os custos na ponta do lápis para saber se é viável vender ovos feitos manualmente por preços competitivos. Assim sendo, acompanhe alguns passos para calcular os preços dos ovos de Páscoa que você pretende comercializar. 

Some todos os custos

O primeiro passo é considerar os gastos com os ingredientes, os utensílios (formas, por exemplo), assim como embalagens e demais elementos. Ao valor total, some 10% referentes aos valores das contas de água, luz, gás e outros do gênero. 

Para você entender melhor, suponha que o total da etapa seja de R$ 50,00 e que, com esse valor, seja possível produzir 10 ovos de chocolate. Desse modo, o preço dos custos diretos para fabricar uma unidade do produto sai por R$ 5,00.

Estipule o tempo gasto

Aqui você vai estipular o tempo gasto para produzir cada unidade. Então, imagine que gaste 3 horas para fabricar 10 ovos de Páscoa. Tal período estipulado inclui o tempo que gasta para fazer as compras, separar os ingredientes, preparar as receitas e, ainda, deixar a cozinha limpa.

Assim sendo, divida os 180 minutos, referentes a 3 horas, por 10 ovos. Logo, você vai gastar 18 minutos para fazer cada unidade.

Transforme o tempo em dinheiro

Na sequência, considere os tipos de ovos que você pretende vender, ou seja, se eles serão trufados, recheados, simples, de colher, decorados etc. Em seguida, informe-se sobre o salário base da região onde mora ou está localizada a sua confeitaria.

Vamos supor que a remuneração de base para a função de confeiteiro seja de R$ 2.500,00. Então, divida esse valor por 220, que costuma ser o número de horas trabalhadas por um funcionário em uma empresa no mês, e você vai ter o valor da mão de obra por hora.

Seguindo o exemplo acima, teremos como resultado da divisão o valor de R$ 11,36. Agora que você já sabe quanto custa a hora trabalhada, utilize a regra de três, a fim de encontrar a quantia que deve ser somada a cada unidade fabricada.

Basta dividir R$ 11,36 por 60 minutos e multiplicar por 18 minutos, que é o tempo gasto para produzir cada ovo de Páscoa. Como resultado, você vai encontrar o valor de R$ 3,40. Portanto, esse número se refere ao valor do tempo transformado em dinheiro para produzir uma unidade do confeito!

Calcule o preço de venda

Depois de todas as contas, chegou a hora de calcular o preço de venda. Para isso, some os R$ 5,00 da primeira fase com os R$ 3,40 citados acima.

Sendo assim, levando em conta os valores considerados nessa simulação, a produção de ovos de Páscoa artesanais somente vai compensar se cada unidade for vendida por R$ 8,40 no mínimo.

Logo, antes de comprar os ingredientes e correr para a cozinha, pense se tal preço é competitivo, analise as quantias cobradas pelos concorrentes cujos produtos sejam caseiros também, os valores cobrados pelos ovos industrializados, assim como o perfil do seu público-alvo e as condições financeiras nas quais eles se encontram.

Ao longo do texto, você deve notado que fazer ovo de Páscoa para vender não é nada complicado, seja para os confeiteiros mais experientes ou para os iniciantes que amam cozinhar e, ainda, querem ganhar um dinheiro extra.

Entretanto, para que o negócio venha a ter lucro, é preciso seguir o passo a passo das dicas que trouxemos neste artigo, cuja finalidade é ajudar você a abrir a própria empresa e acompanhar o crescimento dela dia após dia.

Portanto, não deixe de acreditar nos seus sonhos e faça como muitos confeiteiros que abriram os seus próprios negócios apenas começando a fazer ovo de Páscoa para vender. Para que isso aconteça, basta estudar, pesquisar e inovar nas receitas, além de estar sempre de olho nas tendências de mercado!

Se você gostou do guia sobre ovo de Páscoa para vender, assine a newsletter da Chef Center e receba as novidades que estamos sempre postando em nossa página!

 

You Might Also Like

No Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: