Dicas

Veja como resolver problemas comuns em panificadoras

dezembro 16, 2019

Como em todo negócio, o ramo de panificação e confeitaria apresenta alguns desafios que são mais corriqueiros do que outros, mas, nem por isso esses problemas comuns em panificadoras devem ser negligenciados.

Afinal, qualquer que seja a falha, ela pode gerar prejuízos de tempo e financeiros. Ainda que pequenos, esses fatores, ao longo prazo e também em larga escala, podem pôr em risco a saúde do empreendimento.

Quer apenas uma dica prática? O recheio em excesso de uma torta, por exemplo, faz com que a sua estimativa de lucro dê errado (visto que você não projetou a matéria-prima que está sendo gasta), a preparação não seja padronizada e, até mesmo, os seus clientes não apreciem o produto.

Será que a sua panificadora está cometendo os erros mais comuns desse tipo de negócio? Confira a seguir quais são eles e como resolvê-los.

Biscoitos quebrados e queimados

O sonho de todo cliente, ao entrar em uma panificadora, é encontrar as vitrines repletas de tentações doces e salgadas, apetitosas, daquelas de comer com os olhos. Porém, para isso, é preciso que os seus produtos estejam realmente impecáveis.

Na produção de biscoitos, isso pode ser um grande desafio. Por serem, na maioria das vezes, alimentos bastante delicados, eles podem queimar e também quebrar com muita facilidade, colocando toda a sua fornada a perder. Afinal, ninguém vai comprar pedaços de biscoitos, muito menos se estiverem excessivamente queimados.

A dica para evitar esse problema está lá no começo da preparação da receita: a fim de evitar que se quebrem, o primeiro passo é encontrar a receita perfeita: altere as medidas dos ingredientes e não desista até encontrar o melhor biscoito, que une delicadeza, uma certa dose de resistência e, claro, originalidade.

Também oriente a sua equipe a manter-se atenta a cada tipo de produto. Biscoitos amanteigados, por exemplo, têm grande facilidade de quebrar, por isso, um cuidado extra na hora de desenformar e colocar nas vitrines é essencial.

Porém, se mesmo com todo o zelo, os biscoitos ainda quebrarem, tente evitar o desperdício, aproveitando os pedaços em outras receitas, como farofinhas para cobrir bolos, tortas e verrines etc.

Quanto ao problema de queimar a fornada, não há muito o que fazer depois que o problema já aconteceu. Um truque caseiro eficiente consiste em passar o fundo dos biscoitos em um ralador, quando apenas essa parte foi afetada. Contudo, antes de fazer o teste, considere o resultado final e o profissionalismo que os seus clientes buscam. Não vale a pena se arriscar tentando “salvar” os produtos que deram errado.

A melhor forma de evitar esse problema também está no controle exato da receita que, além do tempo de forno, vai definir a temperatura ideal — da qual falaremos em breve.

Outra dica que merece a sua atenção é usar tapetes de fibra de vidro ou de silicone por baixo dos biscoitos. Esses utensílios não esquentam tanto e, por isso, permitem que os biscoitos assem da melhor maneira, sem queimarem.

Tortas recheadas de forma errada

Já citamos brevemente, na introdução deste artigo, alguns dos problemas que podem ocorrer devido às falhas de recheios de tortas (e, aqui, também podemos incluir pães e rocamboles doces e salgados).

No entanto, tão prejudicial quanto o excesso de recheio, é a falta dele. Imagine-se comprando um pão recheado e, ao morder, não encontrar quase nada. É o clássico “recheio de vento”, que decepciona o cliente e pode fazer com que o seu estabelecimento perca a freguesia.

Logo, podemos destacar como consequências negativas de erros em recheios:

Esse último item aponta à solução do problema: é preciso padronizar as suas receitas — mais uma vez, desde o início de sua criação, quando você está desenvolvendo ou adaptando o seu próprio produto para a sua panificadora.

Seguimos sobre esse tema no próximo tópico, acompanhe!

Falta de padronização das medidas

É fundamental, então, que você tenha completamente definidas todas as medidas de todas as suas receitas por dois motivos principais: para que os seus clientes saibam o que vão encontrar e para que o padrão do seu estabelecimento seja mantido, independentemente dos profissionais que preparam os produtos.

Existem muitas panificadoras, por exemplo, que são conhecidas em sua cidade (ou até fora dela) por causa de um bolo ou de um pão de queijo. Não importa o dia da semana ou a hora do dia: quando o cliente comprar esse produto, ele sabe o sabor que tem antes mesmo de mordê-lo. E esse é um grande sinal de sucesso para um negócio como esse.

Além disso, manter a exatidão das medidas e tê-las registradas evita que você enfrente o transtorno de perder a qualidade do seu produto caso um colaborador deixe o emprego. Outro exemplo claro são as panificadoras que perdem a qualidade dos seus pãezinhos assim que o padeiro para de trabalhar lá.

Por mais que você não coloque a mão na massa diariamente (e literalmente falando) é imprescindível manter esse tipo de controle sobre o seu negócio, garantindo a qualidade e a padronização de seus produtos, sempre.

Desatenção à temperatura do forno

Se você já trabalha com panificação ou confeitaria há algum tempo, sabe que o forno tem um papel essencial na sua produção. Temperaturas desreguladas são capazes de colocar em risco as mais variadas receitas — desde os biscoitos que citamos no início deste texto até bolos, que podem deixar de crescer ou ter o seu sabor alterado.

Pode parecer um erro banal, mas é um dos problemas comuns em panificadoras que mais causam consequências negativas. Afinal, até que seja percebido que o erro está na temperatura do forno, muitas fornadas já podem ter sido perdidas.

Para evitar que isso aconteça, esteja sempre atento aos seus fornos, monitore por meio de termômetros próprios e, na dúvida, conte sempre com o apoio do suporte técnico do equipamento.

Como você pode ver, os problemas comuns em panificadoras podem prejudicar, seriamente, o andamento dos negócios. Ainda assim, muitos empreendedores não se mantêm atentos a eles, perdendo os seus lucros e os seus clientes pouco a pouco. Tenha uma postura proativa e preventiva, dedique-se a oferecer apenas produtos com qualidade superior e veja o seu negócio se destacar no mercado!

Esperamos que este conteúdo tenha sido esclarecedor e motivador para você! A fim de orientá-lo quanto aos ingredientes da confeitaria e deixar as suas receitas impecáveis, criamos este guia completo. Boa leitura!

You Might Also Like

No Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: