Receitas

Doces para diabéticos: entenda mais sobre esse segmento de mercado!

novembro 11, 2020
Doces para diabéticos

Quem administra negócios em gastronomia está cada vez mais consciente da diversidade humana e das possibilidades de segmentação que essa variedade traz. Para expandir um negócio e alcançar um público maior, uma boa ideia é diversificar os produtos e atuar em nichos, como nos doces para diabéticos. No mundo todo, estima-se que 1 em cada 11 adultos tenha diabetes, o que significa que estamos falando de uma grande parcela da população com necessidades alimentares especiais.

Produtos para necessidades específicas têm alta procura, clientela fiel e ajudam o negócio a crescer. Pensando nisso, preparamos um artigo cheio de informações para quem quer atender diabéticos e pessoas que mantém uma dieta sem adição de açúcares. Confira a seguir!

Como funciona a produção de doces para diabéticos?

Pessoas com diabetes não devem consumir açúcar adicionado aos alimentos. Isso inclui qualquer tipo de adoçante que tenha teor calórico, pois todos eles podem causar irregularidades no nível glicêmico do sangue, que é justamente o que o diabético quer evitar.

Assim, ao produzir doces para diabéticos, tenha em mente que é muito importante usar os adoçantes não calóricos, tais como:

  • sucralose: adoçante artificial, produzido com capacidade de adoçar de 400 a 800 vezes mais do que o açúcar, sem deixar retrogosto amargo ou metálico. Permite aquecimento sem ter alterações de sabor;
  • sacarina: adoça de 300 a 400 vezes mais do que o açúcar. É um adoçante sintético, que resiste bem ao calor. Por ter o potencial de deixar os produtos com gosto amargo ou metálico, normalmente é associada a algum outro adoçante sintético para venda em compostos      que ajustam essa característica ao paladar esperado;
  • ciclamato de sódio: adoça até 30 vezes mais que o açúcar comum. Não deixa gosto amargo ou metálico, sendo usado em combinação com outros adoçantes sintéticos mais potentes para evitar os sabores desagradáveis, pois o ciclamato tem um poder adoçante menor, mas também pode ser aquecido;
  • aspartame: é um adoçante sintético com poder de adoçar até 200 vezes mais que o açúcar. Como é contraindicado para portadores de fenilcetonúria e não pode ser aquecido, geralmente fica de fora das receitas de doces para diabéticos, sendo mais usado para bebidas;
  • acessulfame de potássio: pode ser listado em rótulos como acessulfame-K ou Ace-K, com poder adoçante de até 200 vezes mais que o açúcar comum, permitindo aquecimento;
  • estévia: é um adoçante natural, vindo da planta de mesmo nome, sem calorias. Adoça de 200 a 400 vezes mais que o açúcar e pode deixar um gosto desagradável quando usada em excesso. É uma excelente alternativa para diabéticos que procuram consumir mais produtos naturais e por isso quem produz alimentos para este público terá vantagens se usar receitas adoçadas com estévia.

Quais são os doces sem açúcar mais procurados?

A culinária para diabéticos envolve criar alternativas para adoçar os alimentos ao mesmo tempo em que mantém as texturas e aparência esperadas para um doce tradicional. Ao produzir doces para diabéticos, o mais comum é que eles sejam algum tipo de versão de outros doces conhecidos.

Essa é uma forma de incluir a pessoa diabética em festas, eventos e atividades onde o consumo de doces é comum. Outra vantagem de produzir doces seguros para diabéticos é que eles podem ser consumidos por todos, inclusive por quem está fazendo dietas de emagrecimento ou deseja parar de consumir açúcar.

Assim, os produtos diet, apesar de voltados para o consumo de diabéticos, permitem alcançar, também, outros interessados, aumentando o potencial de vendas. Veja a seguir os tipos de doces mais procurados para incorporar em seu cardápio!

Pudim diet

O pudim de leite é uma das receitas mais tradicionais da culinária brasileira. Por isso mesmo, reproduzir este doce na versão para diabéticos é sucesso garantido. Não deixe de trazer uma opção de pudim para sua cozinha sem açúcar!

Há várias receitas para pudim diet que podem ser testadas. As mais populares utilizam leite em pó diet e adoçante ou leite condensado diet para substituir o leite condensado com açúcar. Para o preparo da calda é importante notar que não é recomendado usar frutose, pois mesmo sendo considerada um adoçante sintético, ela é calórica e causa alterações na glicemia. Prefira compostos chamados de “adoçante culinário” apropriados para diabéticos, indicados por um nutricionista que entende do assunto para desenvolver suas receitas.

Bombom

Fazer bombons para diabéticos não é tão difícil, pois o mercado já disponibiliza bons insumos em termos de chocolates diet. É sempre bom investir em um chocolate com boa qualidade, pois o teor de gorduras de um chocolate diet pode ser mais elevado e isso interfere no resultado.

Para os recheios e coberturas, invista em opções que tragam contrastes de texturas e sabores como geleias diet, castanhas, amendoim, dentre outros. Importante ressaltar que itens com teor alcoólico também são controlados em dietas sem açúcar, por isso não é recomendado usar licores, mesmo os adoçados artificialmente, pois álcool também é metabolizado pelo corpo como açúcar.

Bolos

Quem faz bolos para vender consegue usar muita criatividade para oferecer boas opções aos diabéticos. Bolos são doces especiais, que geralmente são comprados em datas comemorativas, envolvendo memória afetiva e reunião de pessoas queridas.

Por isso, os consumidores diabéticos ou que têm pessoas com diabetes na família se interessam muito por bolos especiais, com sabores agradáveis e que sejam apropriados para consumo. A boa notícia é que é possível criar uma infinidade de receitas para bolos sem açúcar, aproveitando elementos como chantilly, frutas frescas, cremes adaptados para a dieta sem açúcar e massas especiais. Invista no sabor, qualidade dos produtos e também no aspecto estético, pois os bolos decorados são o centro das atenções em qualquer festa!

Brigadeiro

Um dos doces favoritos, e por isso mesmo mais saudosos, é o brigadeiro. Assim como no caso do pudim, existe uma infinidade de opções de leite condensado diet que podem ser usados no preparo do produto.

Para ter um diferencial, no entanto, é bom ir além. Crie receitas de brigadeiro gourmet diet, com variações de sabores, texturas e usando produtos de qualidade, assim como é feito nas versões com açúcar. Fazer um brigadeiro diet só, enquanto para os demais clientes há várias opções, deixa seu cardápio menos atrativo para o público que não consome açúcar. Invista em criatividade, desenvolva mais receitas e venda mais!

Atuar no segmento de doces para diabéticos é uma forma de inovar, oferecer opções inclusivas para momentos especiais e aumentar seu cardápio. Quem quer expandir os negócios deve prestar atenção às tendências da gastronomia, especialmente quanto às demandas dos consumidores por produtos especiais, com boa qualidade. Trata-se de um grande diferencial para aumentar as vendas em seu negócio.

Você gosta de conhecer novidades e quer explorar possibilidades para sua produção? Entre em contato conosco para conhecer nossos produtos e receber todo o suporte de nossa equipe. Nós somos tão apaixonados por gastronomia quanto você!

You Might Also Like

No Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: